terça-feira, 27 de junho de 2017

Signos?

Não disponibilizo o melhor de mim
que fica sob o salgueiro orvalhado.
Feliz por nem haver signo correlato
que desprenda a luz das pedras.

Desce o riacho um peixe passageiro
um feixe de luzes em letras o que seria?
Para, paira. Carpa de couraça Santa,
Ave do riacho no avesso da terra alta?

E a, e há necessidade de esboços
o afã de desenhar o que resvala nos olhos
um pouco da poção, da porção da magia
talvez chamem isso de vontade e poesia.

ives vietro

9 comentários:

  1. Lindo e que essa poção de magia nunca falte pra cada um de nós! abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Independente de signos, marcas, limites... uma coisa é nobre em seus poemas: - a magia terna que nos absorve em reflexões.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Que as palavras sejam sempre o teu signo maior para que a (tua) arte poética esteja sempre em alto astral.
    Bjinho, Ives

    ResponderExcluir
  4. Que tenhamos sempre essa porção de magia,seja em qualquer signo.
    Magistrais palavras poéticas Ives!
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Gostei desta poção de magia
    que pode ser poesia...

    abraço
    Lola

    ResponderExcluir

  6. entre o devaneio e o lirismo...



    abç

    ResponderExcluir
  7. Poema com poção de magia. Gostei.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Magia = poesia -> estão em falta, afortunadamente, você tem a vontade. Abrace-a!

    ResponderExcluir
  9. Tudo combina com poesia,magia
    é assim que vejo esse lado tão bonito
    que vc tem adorei...
    E aproveito para te convidar para
    uma brincadeira, no meu Blog, vai gostar
    espero vc

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir