segunda-feira, 27 de março de 2017

Aviso

Aviso tácito e discreto
Ao pé da orelha se entregou.
A lamúria da mulher enganada
Ao pé das sombras que passou.

Ao clamor da dor profunda
A folha clara, o documento preciso
A pobre inocente de mim levou.

Na confluência das emoções
um encontro de almas
a pobre inocente chorou
à sutil luz ao aviso o que vazou.

Ives vietro

15 comentários:

  1. Oi Ives
    Seus 'avisos' são impagáveis e indestrutíveis.Tu Emoções a toda prova!
    Vamos nos ver por aqui também,ok?
    Enquanto der.
    abraço

    ResponderExcluir
  2. Um aviso forte, contundente! abraçao,chica

    ResponderExcluir
  3. Aviso repleto de fatalidades...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. E quanta dor nesse aviso... sempre triste!
    bj, amigo! Uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  5. Um aviso carregado de dor e sofrimento
    Beijos e uma linda semana, Ives

    ResponderExcluir
  6. Um aviso triste,mas repleto de sensibilidade nas palavras.
    Bjs Ives e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. Ives, bom dia! Quando vi no seu blog o tema "aviso", fiquei receosa, achando que algo havia ocorrido...rss! Bem, realmente, ocorreu, mas a sensibilidade e o carisma que imperam no seu escrito, mechem com os sentimentos. Abraços e boa semana.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite,Ives
    Seu "Aviso"é muito triste, porém é bom ser avisada,pois sendo assim o sofrimento dela,quem sabe fique mais suave. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Engraçado como a poesia é um encontro de sentidos... e abraça os nossos sentidos e permite tantas visões...
    Não vi tristeza... Vi um aviso ignorado, as almas que, quando percebem, fundem-se!...
    Adorei viajar ;-)

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  10. Avisos...
    A realidade crua e nua...

    Gostei da tua poesia nos alertando que podemos receber desses avisos a qualquer momento e que temos que seguir...

    ResponderExcluir
  11. Olá Ives
    Mesmo com aviso, os sabidões da vida não
    ouvem conselhos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ives!

    És sucinto, mas mto direto e poético.

    Enfim, o k pode causar um aviso. Como sempre, as mulheres são as maiores vítimas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Aviso fatal...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Bo9a noite, Ives, estou tão em falta, mais de ano sem fazer postagens,há dois meses comecei retornar, mas é lento, tão sobrecarregada ainda estou que veja a hora que aqui estou, mas devagar vou matando a saudades de todos e agradecendo o carinho do comentário, agora esta tua poesia é triste, mas tão sutil, delicada, e teu sentimento transparece, gostei muito, bjo

    ResponderExcluir