sexta-feira, 3 de março de 2017

Aroma das rosas

O aroma das rosas
que as brisas deixaram
nas frinchas das almas...

O espectro noturno
que te acorda no fundo
do sonho lacrado...

o desdobrar do espírito
um encontro astral
deixa rastros no canto da sala.

ives vietro

8 comentários:

  1. Lindo poema, Ives e o aroma delas é sentido sempre! abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Tocante é o perfume das rosas descrito poeticamente, sente-se o aroma, Ives!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Tão belo, qto o aroma das rosas, no espírito ou no canto da sala.

    Beijos e bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. Chegou-me aqui o aroma das rosas...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. As rosas sempre me encantam... e poeticamente nas suas entrelinhas ;-)

    Belo!

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  6. Que lindo!
    Sem dúvidas, alguns aromas nos remetem à diversas recordações.

    Beijos!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
  7. As rosas sempre encantam com suas cores, seus aromas, seu recado (sempre levam algum) e seus espinhos a gente doma, é só não tocá-los que eles não ferem...
    Beijo, Ives!

    ResponderExcluir
  8. Gostei do espaço, de seus poemas e vídeos. Parabéns! As rosas são sempre fator de devaneios e inspiração à alma poética - " ...e ainda que as rosa não falam / Ah se as rosas falassem..." Até a roso dos ventos é musa à poesia. Parabéns! Votarei. Abraço cordial. Laerte.

    ResponderExcluir